Já pensou como seria o mundo se as pessoas começassem a entender, que não é sobre quem você escolhe ser, mas quem precisa.
Encaramos as escolhas de cada pessoa, como se fossem opções a serem seguidas. Algumas, realmente são. Mas outras são acontecimentos naturais, transcendendo a simples ideia de querer, estamos falando de ser quem precisa. Entrar em sintonia com seu ego.
O mundo é construindo em cima de valores pré-estabelecidos, padrões de comportamento, julgamentos constantes, e uma torrente de valores torpes, que a cultura nos faz acreditar que é verdade, e na maioria das vezes nós distância de quem devemos ser.
Existe um lugar, além de toda a tristeza, acima de qualquer cultura, pré-julgamento, padrão de comportamento a ser seguido, e esse lugar estar além do arco-íris, a Aceitação.
Ah, a aceitação. O simples fato de entender que o mundo não deve moldar quem precisamos ser. Que a história que vivemos, não deve nos amargurar eternamente. As cálidas feridas, podem e vão sarar um dia. E principalmente, que sim, é possível ser você mesmo. Seja, Hétero, gay, transexual, transgênero, bissexual ou travesti.
No fim, quando encontrarmos o arco-íris, perceberemos que só existe uma forma de ser feliz. Sendo autentico.